ROTAS CULTURAIS | CULTURAL ROUTES | #3 19.03.2014

19 de Março de 2014 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 5.2

O conceito de rota cultural, que implica a descoberta e a partilha de um património comum a uma determinada área geográfica, associado a um percurso pré-definido, introduziu em Portugal, nos últimos anos, uma série de itinerários bastante diversificados.
A importâcia do azulejo, entendido como património diferenciador da cultura portuguesa e como património integrado, que deve ser fruído no seu contexto original (para onde foi concebido), é uma das artes que melhor justifica a criação de roteiros temáticos, como é o caso da Rota do Azulejo no Alentejo, que nasceu em 2012 e dá agora os primeiros passos. O azulejo beneficia ainda, neste âmbito, da inserção em roteiros de espectro mais alargado, onde pode ser compreendido à luz da “obra de arte total” ou da integração das artes, de que é parte integrante.
A presente sessão pretende discutir a importância do azulejo no contexto da definição de itinerários culturais, chamando a atenção para a questão da valorização do património integrado. Pretende-se ainda debater que papel cabe à investigação nesta dinâmica, entre outros aspectos.

– – – – –

Foto: © Inês Leitão

_____________________________________________________

March 19, 2014 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa |  room 5.2

The concept of cultural route, which implies the discovery and sharing of a heritage belonging to a given geographic area, linked to a predefined route, has introduced in Portugal, in the last few years, a series of well-diversified itineraries.
The azulejo, understood as an integrated form of heritage distinctive of Portuguese culture, which must be admired in its original context (the location it was designed for), is one of the artistic forms more suited to the creation of thematic itineraries – such as the Azulejo’s Route in Alentejo, established in 2012 and now at its beginnings. Furthermore, the azulejo is also featured in wider-ranging routes, where it can be seen as part of a “total work of art”, or as a key element in the integration of different forms of art.

The present session aims to discuss the azulejo’s importance in mapping cultural itineraries, whilst calling attention to the significance of integrated forms of heritage. The debate will also take up, among other topics, the role played by research in this area.

– – – – –

Photo: © Inês Leitão

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s