CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE AZULEJOS

 

18 de Junho de 2014 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 5.2

Conservação e restauro de azulejos in situ
A salvaguarda do património azulejar in situ, através da conservação e restauro, está intrinsecamente presente nas entidades competentes e na própria sociedade, permitindo que os trabalhos sejam, maioritariamente, executados e acompanhados por empresas credenciadas para o efeito.

A sensibilização dos donos de obra, quer sejam particulares (privados) ou não, para os tratamentos de conservação e restauro do património azulejar é longa, mas tem vindo a revelar-se profícua, indo no sentido das indicações dos técnicos que executam os trabalhos e/ou em articulação com as entidades fiscalizadoras.

Um tratamento de conservação e restauro in situ é, muitas vezes, abrir uma caixa de Pandora, o que requer uma actualização constante pelos técnicos, ao nível dos materiais e metodologias de tratamento a utilizar. Nunca esquecendo que um trabalho de conservação e restauro só fica completo com uma equipa pluridisciplinar. 

Teresa Silva   | Rede Temática em Estudos de Azulejaria e Cerâmica João Miguel dos Santos Simões |

_____________________________________________________

CONSERVATION AND RESTORATION OF AZULEJOS


June 18, 2014 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Conservation and restoration of azulejos in situ
The safeguard of tile heritage in situ, through conservation and restoration procedures, is an intrinsic concern both of competent authorities and society itself, and the interventions are mostly carried out and monitored by trained companies.

Although the efforts to raise awareness to the conservation and restoration of this heritage, directed both at public and private proprietors, can sometimes be long, they have nonetheless proved successful, accommodating the advice given by the technicians responsible for the interventions and/or collaborating with the supervising authorities.

Conservation and restoration interventions in situ can sometimes amount to opening a Pandora’s box, and thus require a constant adaptation on the part of the technicians vis-à-vis the materials and methodologies used. It must not be forgotten that conservation and restoration campaigns are only complete with a multidisciplinary work team.

Teresa Silva   | Rede Temática em Estudos de Azulejaria e Cerâmica João Miguel dos Santos Simões |

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s