MUSEU NACIONAL DO AZULEJO. NOVAS DINÂMICAS E ESTRATÉGIAS

25 de Março de 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 5.2

— Please scroll down for English version — ]

Convidados:
Maria Antónia Pinto de Matos [Museu Nacional do Azulejo]
Madalena Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Moderador:
Vítor Serrão [ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa]

Maria Antónia Pinto de Matos
É directora do Museu Nacional do Azulejo, Lisboa, desde Setembro de 2008. É licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, possuindo ainda o Curso de Conservador de Museus da Secretaria de Estado da Cultura: Instituto Português do Património Cultural (IPPC) e o Curso Gestão e Empreendedorismo Cultural e Criativo, pós-graduação de 2º ciclo, ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. Trabalha em Museus desde 1984, onde desempenhou diversas funções, das quais se destacam o seu trabalho como Adjunta da Directora das Exposições da Europália 91 – Portugal (1991) e como directora da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves.

Leccionou disciplinas nas áreas científicas da porcelana chinesa, conservação preventiva, montagem de exposições e artes decorativas na Universidade Nova de Lisboa, na Faculdade de Belas Artes, na Universidade Católica Portuguesa, na Universidade de Évora e na Missão de Macau, em Lisboa. Tem vasta obra publicada em Portugal e no estrangeiro no âmbito da porcelana da China de que se salientam, entre outros, Cerâmica da China. Colecção RA / RA Collection of Chinese Ceramics. A collector’s vision, 2011; Porcelana Chinesa na Colecção Calouste Gulbenkian, 2003 (Português e Inglês); Porcelana Chinesa da Fundação Carmona e Costa, co-autora com Mary Salgado, Lisboa, 2002 (Português e Inglês); A Casa das Porcelanas. Cerâmica Chinesa da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves/ Chinese Export Porcelain from the Museum Anastácio Gonçalves, 1996; “Chinese Porcelain in Portuguese Written Sources”, in Oriental Art, vol. XLVIII, nº 5 (2002/03); Caminhos da Porcelana. Dinastia Ming e Qing, Fundação Oriente, 1998, e Azul e Branco da China. Porcelana ao tempo dos Descobrimentos Portugueses. Colecção Amaral Cabral, 1997.

Na qualidade de oradora, participou em dezenas de Conferências e Seminários, em Portugal e no estrangeiro, sobre Porcelana chinesa, Conservação preventiva na embalagem e transporte de obras de arte e montagem de exposições. Coordenou mais de uma dezena de exposições.

Madalena Matos
É mestre em Museologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2015), tendo concluído o grau com o relatório de estágio intitulado “Redescobrindo o Fundo Antigo do Museu Nacional do Azulejo. Identificação e documentação no núcleo de painéis de azulejos produzidos em Coimbra no século XVIII”.

Encontra-se de momento a trabalhar como bolseira no projecto “Devolver ao Olhar” do Museu Nacional do Azulejo, ainda em torno da azulejaria coimbrã setecentista de carácter narrativo, não só na investigação do espólio, como também na preparação da exposição a inaugurar no final do presente ano sobre esta temática.

____________________________________________________

NATIONAL MUSEUM OF AZULEJO. NEW DYNAMICS AND STRATEGIES

March 25, 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Invited speakers:
Maria Antónia Pinto de Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Madalena Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Moderator:
Vítor Serrão [ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa]

Maria Antónia Pinto de Matos
Maria Antónia Pinto de Matos is the director of the National Museum of Azulejo, in Lisbon, since September 2008. She has a License in History from the Faculty of Letters of the University of Lisbon, the Museum Curators Course from the Culture State Department, in collaboration with the Portuguese Institute for Cultural Heritage (IPPC), and a postgraduate course entitled Management and Cultural and Creative Entrepreneurship, from ISCTE – Lisbon University Institute. Se has worked in museums since 1984, performing several functions, among which Assistant to the Exhibition Director of Europália 91 – Portugal (1991) and director of the Anastácio Gonçalves House Museum.

She has taught subjects in the fields of Chinese porcelain, preventive conservation, exhibition setup and decorative arts at the New University of Lisbon, the Faculty of Fine Arts, the Portuguese Catholic University, the University of Évora and the Mission of Macau, in Lisbon. Her vast list of published works, both in Portugal and abroad, focuses on Chinese porcelain and includes Cerâmica da China. Colecção RA / RA Collection of Chinese Ceramics. A collector’s vision, 2011; Porcelana Chinesa na Colecção Calouste Gulbenkian, 2003 (Portuguese and English); Porcelana Chinesa da Fundação Carmona e Costa, co-author with Mary Salgado, Lisboa, 2002 (Portuguese and English); A Casa das Porcelanas. Cerâmica Chinesa da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves/ Chinese Export Porcelain from the Museum Anastácio Gonçalves, 1996; “Chinese Porcelain in Portuguese Written Sources”, in Oriental Art, vol. XLVIII, nº 5 (2002/03); Caminhos da Porcelana. Dinastia Ming e Qing, Fundação Oriente, 1998, e Azul e Branco da China. Porcelana ao tempo dos Descobrimentos Portugueses. Colecção Amaral Cabral, 1997.  

She has also spoken at various conferences and seminars, in Portugal and worldwide, on the themes of Chinese porcelain, exhibition setup and preventive conservation in the packaging and transport of works of art. She coordinated more a dozen exhibitions.

Madalena Matos
Madalena Matos has a Master’s degree in Museology from the Faculty of Social Sciences and Humanities of the Universidade Nova de Lisboa (2015), having completed the degree with the traineeship report about the azulejo panels produced in Coimbra during the 18th century (“Redescobrindo o Fundo Antigo do Museu Nacional do Azulejo. Identificação e documentação no núcleo de painéis de azulejos produzidos em Coimbra no século XVIII”).

At the moment she’s working with a scholarship in the National Museum of Azulejo’s  “Devolver ao Olhar” project – still around Coimbra 18th century narrative azulejos – in the collection’s research, as well as in the preparation of the exhibition about this theme, to be open at the end of the present year.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s