TÉCNICAS DE PINTURA EM AZULEJO


— Please scroll down for English version — ]

9 de Março de 2016 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 2.1

Majólica
O revestimento cerâmico é, tradicionalmente, caracterizado por um vidrado branco opaco, constituído essencialmente por sílica, óxido de chumbo e óxido de estanho, o agente opacificante e ao qual se deve o nome do vidrado – estanífero.  Estes componentes, depois de misturados com água, formam uma suspensão que se vai aplicar em cima da chacota, nome dado ao azulejo depois de cozido (primeira cozedura), constituindo uma camada de pó fino e delicado de tom branco. É sobre este pó que se vai então proceder à decoração cerâmica, utilizando óxidos previamente diluídos em água. A rápida absorção da tinta e a impossibilidade de fazer grandes rectificações durante o processo de pintura pode implicar a marcação prévia do desenho. Este é transferido para a base de vidrado, por meio de um estresido (papel vegetal picado com o motivo decorativo), sobre o qual se passa com uma boneca de pano cheia a carvão. A utilização de óxidos misturados com água permite a pintura fluida, à mão livre. O azulejo está pronto para a segunda e última cozedura que lhe confere as características finais, como o brilho.

– – – – –

Foto: © Teresa Bastos Pinto Silva

____________________________________________________

PAINTING TECHNIQUES IN AZULEJO


March 9th,
 2016 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 2.1

Majolica
The ceramic coat is traditionally characterized by an opaque white glaze which consists essentially of silica, lead oxide and tin oxide, and also of the opacifying agent that gives the name to the glaze – stanniferous. These components, after being mixed with water, form a suspension that will be applied on top of azulejo after being fired (first firing), forming a layer of fine and delicate white powder. It is on this dust that the ceramic decoration will be made, using oxides previously diluted in water. The rapid absorption of the ink and the inability to make major adjustments during the painting process, may involve a previously marking the design. Then, the design is transferred to the glazed base through a pouncing (shredded paper plant with the decorative motif) on which is pressed a doll filled with coal. The use of mixed oxides with water allows for a smooth painting, freehand. The azulejo is ready for the second firing that gives it the final characteristics of brightness.

– – – – –

Photo: © Teresa Bastos Pinto Silva

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s