AZULEJO E ARQUITECTURA: INTEGRAÇÃO E REPRESENTAÇÃO


[ — Please scroll down for English version — ]

Resumo
O AzLab#22, intitulado Azulejo e Arquitectura: integração e representação, teve como convidados Maria João Coutinho e João Miguel Simões, e contou com a moderação de Rosário Salema de Carvalho.

Com base na investigação que tem vindo a desenvolver, Maria João Coutinho fez uma interessante comparação entre portais pétreos e as representações dos mesmos em azulejo, traçando alguns paralelismos e mostrando a existência de um vocabulário comum no século XVII e na primeira metade do XVIII.

Por sua vez, João Miguel Simões iniciou a sua apresentação referindo-se às tipologias de escadarias de aparato, focando depois a integração do azulejo, mas distinguindo as escadarias de matriz italiana com azulejos aplicados posteriormente, e as de cariz mais vernacular em que o revestimento cerâmico era concebido na sequência da escadaria.

No período de debate, os convidados responderam a múltiplas questões, parte das quais relacionadas com as fontes utilizadas pelos artistas e a sua interpretação, com a informação que é possível encontrar na documentação sobre os dois temas ou, ainda, sobre a forma como o azulejo se articula e integra com o suporte arquitectónico e que é particularmente visível nos dois casos de estudo apresentados.

____________________________________________________

AZULEJO AND ARCHITECTURE: INTEGRATION AND REPRESENTATION

Session Overview
The AzLab#22 entitled Azulejo and Architecture: integration and representation, had as guests Maria João Pereira Coutinho and João Miguel Simões, and was moderated by Rosário Salema de Carvalho.

Based on the research she has been developing, Maria João Coutinho made an interesting comparison between stone portals and their representations on azulejo, drawing some parallelisms and showing the existence of a common vocabulary in the 17th century and the first half of the 18th century.

In turn, João Miguel Simões began his presentation by referring to the typologies of the apparatus staircases, then focusing on the integration of the azulejo, but distinguishing the staircases of an Italian matrix with azulejos subsequently applied, and those of a more vernacular nature in which the ceramic covering was designed following the staircase.

During the debate, both guests answer multiple questions, some of which related to the sources used by the artists and their interpretation, with the information that is possible to find in the documentation on the two subjects or even about how the azulejo is articulated and integrates with the architectural support, this being particularly visible in the two case studies presented.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s