QUERUBIM LAPA: PRIMEIRA OBRA CERÂMICA [1954-1974]

14 de Dezembro de 2016 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 5.2

[ — Please scroll down for English 8version — ]

Resumo

O AzLab#27, intitulado Querubim Lapa: Primeira Obra Cerâmica [1954-1974], teve como convidada a investigadora Rita Gomes Ferrão que, nos últimos anos e entre outras matérias, tem vindo a estudar a obra deste autor.

Ao longo de cerca de uma hora, Rita Gomes Ferrão conduziu-nos através da obra de Querubim Lapa, numa sequência cronológica que privilegiou os trabalhos em azulejo, desde a primeira encomenda, o padrão para o Centro Comercial do Restelo (1954), passando pelos Armazéns do Minho em Angola (1955), abordando a emblemática Loja Rampa (1956), os azulejos para a Escola de Campolide (1963), o Hotel Ritz (1959), a Loja das Meias (1960), a Reitoria da Universidade de Lisboa (1961), a Pastelaria Mexicana (1962), a Casa da Sorte (1963), o Hotel do Mar em Sesimbra (1963), o antigo Banco Nacional Ultramarino, em Moçambique (1963), as delegações da TAP, o Casino do Estoril (1967), o Palácio da Justiça (1969), terminando com o Instituto Ricardo Jorge (1972-1973).

Para além de uma análise rigorosa a cada um destes trabalhos, Rita Gomes Ferrão usou os exemplos referidos para comentar alguns aspectos mais significativos no contexto do trabalho de Querubim Lapa, como o desenho de padrões, cujos módulos possibilitam múltiplas composições revelando uma concepção de desenho muito sofisticada; a colaboração com arquitectos, entre os quais se destacam Raúl Chorão Ramalho, Francisco Conceição Silva e Artur Pires Martins, pelo trabalho que foi possível desenvolver, revelador de um nível de articulação entre as artes decorativas e a arquitectura que testemunha a designada síntese ou integração das artes; a tridimensionalidade dos seus trabalhos; as composições figurativas, com a iconografia solar, humana e o tema “Peixes Grandes Comem os Pequenos”, uma súmula simbólica, transversal à sua obra.

O debate, moderado por Ana Almeida, foi bastante participado, pois aspectos destacados por Rita Gomes Ferrão, por exemplo, relativamente à preservação da obra de Querubim Lapa, mereceram vários comentários por parte da assistência. As alterações na encomenda (pública ou privada) foi outro dos temas abordados, sendo importante referir a justificação adicional sobre a cronologia escolhida, essencialmente marcada pelo fim de um ciclo, em Portugal, que alterou profundamente a encomenda, ditando também o fim de um tempo muito particular em que a possibilidade de integração das artes foi particularmente explorada pelos arquitectos modernos e pelos artistas, tendo sido Querubim Lapa um dos melhores exemplos desta colaboração.

Como nota final não podemos deixar de nos congratular pela emergência do Núcleo de Estudos Querubim Lapa, descrito por Rita Gomes Ferrão, no que foi corroborada por Suzana Barros, principal impulsionadora do projecto e que assistiu ao AzLab partilhando algumas histórias daquela que é, sem dúvida, uma figura maior da cerâmica de autor do século XX em Portugal.

____________________________________________________

QUERUBIM LAPA: FIRST CERAMIC WORK [1954-1974]


December 14th,
 2016 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Session Overview

The AzLab#27, entitled Querubim Lapa: First Ceramic Work [1954-1974], had as guest the researcher Rita Gomes Ferrão who, in recent years and among other subjects, has been studying the work of this author.

Over the course of about an hour, Rita Gomes Ferrão led us through the work of Querubim Lapa, in a chronological sequence that privileged the works in azulejo (tile), since the first commission, the pattern for the Restelo Shopping Centre (1954), to the Armazéns do Minho in Angola (1955), addressing the iconic Rampa store (1956), the azulejos for the School of Campolide (1963), the Hotel Ritz (1959), the Meias store (1960), the Rectory of the Universidade de Lisboa (1961), the Mexicana Pastry Shop (1962), the Casa da Sorte (1963), the Hotel do Mar in Sesimbra (1963), the old Banco Nacional Ultramarino in Mozambique (1963), the delegations of TAP (the Portuguese airline), the Casino of Estoril (1967), the Lisbon Courthouse (1969), ending with the Ricardo Jorge Institute (1972-1973).

In addition to a rigorous analysis of each of these works, Rita Gomes Ferrão used the  mentioned examples to comment on some of the more significant aspects in the context of the work of Querubim Lapa, such as the drawing of patterns, whose modules enable multiple compositions revealing a very sophisticated design concept; the collaboration with architects, among which stand out Raúl Chorão Ramalho, Francisco Conceição Silva and Artur Pires Martins, for the work that was possible to develop, revealing an accurate of articulation between  decorative arts and architecture that testifies  the so-called synthesis or integration of the arts; the tridimensionality of his works; the figurative compositions, with the solar and the human iconography and the theme “Peixes Grandes Comem os Pequenos” (“Big Fish Eat The Little Fish”), a symbolic summary, transversal to his work.

Moderated by Ana Almeida, the debate was highly participated, due to aspects highlighted by Rita Gomes Ferrão, for example, regarding the preservation of the work of Querubim Lapa, received a number of comments from the audience. The changes in the commission (public or private) was another approached topic, being important to mention the additional justification for the chosen chronology, essentially marked by the end of a cycle, in Portugal, which profoundly altered the commission, also dictating the end of a very particular time in which the possibility of integration of the arts was particularly explored by the modern movement architects and artists, having Querubim Lapa  been one of the best examples of this collaboration.

As a final note we congratulate  for the emergence of the Centre of Studies Querubim Lapa, as described by Rita Gomes Ferrão, in which it was corroborated by Suzana Barros, the main promoter of the project and who attended the AzLab sharing some stories of who is, undoubtedly, a major figure of the 20th century Portuguese ceramics.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s