[ — Please scroll down for English version — ]

O AzLab#12 intitulado Museu Nacional do Azulejo. Novas Dinâmicas e Estratégias teve como convidadas Maria Antónia Pinto de Matos e Madalena Matos, tendo contado com a moderação de Vítor Serrão. A directora do Museu Nacional do Azulejo (MNAz) começou por traçar, em linhas gerais, a história do museu e do edifício onde o mesmo se encontra instalado, destacando algumas das peças mais significativas da sua colecção. De seguida destacou a importância dada ao Inventário, com o projecto “Devolver ao Olhar”, centrado na inventariação de peças das reservas e na reavalição do inventário já existente, e no contexto do qual se desenvolveram programas de voluntariado e estágios que têm permitido reorganizar  e também investigar a colecção, com reflexos na renovação da exposição permanente e na organização de exposições temporárias. A renovação da Sala D. Manuel e a breve abertura da mesma ao público foi também referida, como resultado desta vasta campanha e da abertura do museu à comunidade.

Esta primeira intervenção permitiu contextualizar uma experiência concreta de estágio e voluntariado, contada na primeira pessoa por Madalena Matos, que iniciou a sua actividade no museu em 2012. No âmbito do estágio curricular de final de licenciatura em História da Arte  foi-lhe proposto inventariar o núcleo de painéis de produção de Coimbra, um trabalho que teve continuidade no mestrado em museologia, concluido recentemente. Através do relato de Madalena Matos foi possível perceber as dificuldades e os desafios que um trabalho desta natureza implicam, e que culminará, no final deste ano, com uma exposição sobre este núcleo da colecção do MNAz.

Seguiu-se o período de debate, onde foram abordadas variadas questões, como as diferenças nas marcas de tardoz e de levantamento, o tipo de formação que é dada a voluntários e a estagiários, os problemas de espaço com que o MNAz se debate, e a candidatura do azulejo a património da humanidade.

____________________________________________________

The AzLab#12, National Museum of Azulejo. New Dynamics and Strategies, had as guests Maria Antónia Pinto de Matos and Madalena Matos, and was moderated by  Vítor Serrão. The director of the National Museum of Azulejo (MNAz) started out by tracing the history of the museum and the edifice where it’s installed, highlighting some of the most significant pieces of its collection. Then she emphasized the importance given to the Inventory, with the project “Devolver ao Olhar”, which focuses on the reserves inventory and the revaluation of the existing inventory, and in the context of which it was developed volunteer and traineeships programs, allowing the reorganization and study of the collection, reflected in the renewal of the permanent exhibition and the organization of temporary exhibitions. The renovation of the “D. Manuel” room and its opening soon to the public has also been reported as a result of this vast campaign and the opening of the museum to the community.

This first intervention allowed the contextualization of a concrete experience of volunteer and traineeship, told in the first person by Madalena Matos, who started her activity in the museum in 2012. Under the curricular traineeship associated with the end of her degree in Art History, she was offered to work the production of Coimbra azulejo panels, work that continued in her master’s degree in museology, recently completed. Through Madalena Matos presentation, it was possible to perceive the difficulties and challenges that a work of this nature implies, which will culminate, at the end of this year, on a temporary exhibition at MNAz.

This was followed by a period of debate, where various issues were discussed, such as the differences between the marks in the back of the azulejos and the marks when the same are removed from their original place; the type of training that is given to volunteers and trainees; the problems with space that the MNAz struggles with, and the Azulejo application to world heritage of humanity.

MUSEU NACIONAL DO AZULEJO. NOVAS DINÂMICAS E ESTRATÉGIAS

25 de Março de 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 5.2

Estágios | Voluntariado | Inventário | Conservação e Restauro | Exposições

____________________________________________________

NATIONAL MUSEUM OF AZULEJO. NEW DYNAMICS AND STRATEGIES

March 25, 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Traineeships | Volunteering | Inventory | Conservation & Restoration | Exhibitions

MUSEU NACIONAL DO AZULEJO. NOVAS DINÂMICAS E ESTRATÉGIAS

25 de Março de 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 5.2

— Please scroll down for English version — ]

Convidados:
Maria Antónia Pinto de Matos [Museu Nacional do Azulejo]
Madalena Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Moderador:
Vítor Serrão [ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa]

Maria Antónia Pinto de Matos
É directora do Museu Nacional do Azulejo, Lisboa, desde Setembro de 2008. É licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, possuindo ainda o Curso de Conservador de Museus da Secretaria de Estado da Cultura: Instituto Português do Património Cultural (IPPC) e o Curso Gestão e Empreendedorismo Cultural e Criativo, pós-graduação de 2º ciclo, ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. Trabalha em Museus desde 1984, onde desempenhou diversas funções, das quais se destacam o seu trabalho como Adjunta da Directora das Exposições da Europália 91 – Portugal (1991) e como directora da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves.

Leccionou disciplinas nas áreas científicas da porcelana chinesa, conservação preventiva, montagem de exposições e artes decorativas na Universidade Nova de Lisboa, na Faculdade de Belas Artes, na Universidade Católica Portuguesa, na Universidade de Évora e na Missão de Macau, em Lisboa. Tem vasta obra publicada em Portugal e no estrangeiro no âmbito da porcelana da China de que se salientam, entre outros, Cerâmica da China. Colecção RA / RA Collection of Chinese Ceramics. A collector’s vision, 2011; Porcelana Chinesa na Colecção Calouste Gulbenkian, 2003 (Português e Inglês); Porcelana Chinesa da Fundação Carmona e Costa, co-autora com Mary Salgado, Lisboa, 2002 (Português e Inglês); A Casa das Porcelanas. Cerâmica Chinesa da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves/ Chinese Export Porcelain from the Museum Anastácio Gonçalves, 1996; “Chinese Porcelain in Portuguese Written Sources”, in Oriental Art, vol. XLVIII, nº 5 (2002/03); Caminhos da Porcelana. Dinastia Ming e Qing, Fundação Oriente, 1998, e Azul e Branco da China. Porcelana ao tempo dos Descobrimentos Portugueses. Colecção Amaral Cabral, 1997.

Na qualidade de oradora, participou em dezenas de Conferências e Seminários, em Portugal e no estrangeiro, sobre Porcelana chinesa, Conservação preventiva na embalagem e transporte de obras de arte e montagem de exposições. Coordenou mais de uma dezena de exposições.

Madalena Matos
É mestre em Museologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2015), tendo concluído o grau com o relatório de estágio intitulado “Redescobrindo o Fundo Antigo do Museu Nacional do Azulejo. Identificação e documentação no núcleo de painéis de azulejos produzidos em Coimbra no século XVIII”.

Encontra-se de momento a trabalhar como bolseira no projecto “Devolver ao Olhar” do Museu Nacional do Azulejo, ainda em torno da azulejaria coimbrã setecentista de carácter narrativo, não só na investigação do espólio, como também na preparação da exposição a inaugurar no final do presente ano sobre esta temática.

____________________________________________________

NATIONAL MUSEUM OF AZULEJO. NEW DYNAMICS AND STRATEGIES

March 25, 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Invited speakers:
Maria Antónia Pinto de Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Madalena Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Moderator:
Vítor Serrão [ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa]

Maria Antónia Pinto de Matos
Maria Antónia Pinto de Matos is the director of the National Museum of Azulejo, in Lisbon, since September 2008. She has a License in History from the Faculty of Letters of the University of Lisbon, the Museum Curators Course from the Culture State Department, in collaboration with the Portuguese Institute for Cultural Heritage (IPPC), and a postgraduate course entitled Management and Cultural and Creative Entrepreneurship, from ISCTE – Lisbon University Institute. Se has worked in museums since 1984, performing several functions, among which Assistant to the Exhibition Director of Europália 91 – Portugal (1991) and director of the Anastácio Gonçalves House Museum.

She has taught subjects in the fields of Chinese porcelain, preventive conservation, exhibition setup and decorative arts at the New University of Lisbon, the Faculty of Fine Arts, the Portuguese Catholic University, the University of Évora and the Mission of Macau, in Lisbon. Her vast list of published works, both in Portugal and abroad, focuses on Chinese porcelain and includes Cerâmica da China. Colecção RA / RA Collection of Chinese Ceramics. A collector’s vision, 2011; Porcelana Chinesa na Colecção Calouste Gulbenkian, 2003 (Portuguese and English); Porcelana Chinesa da Fundação Carmona e Costa, co-author with Mary Salgado, Lisboa, 2002 (Portuguese and English); A Casa das Porcelanas. Cerâmica Chinesa da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves/ Chinese Export Porcelain from the Museum Anastácio Gonçalves, 1996; “Chinese Porcelain in Portuguese Written Sources”, in Oriental Art, vol. XLVIII, nº 5 (2002/03); Caminhos da Porcelana. Dinastia Ming e Qing, Fundação Oriente, 1998, e Azul e Branco da China. Porcelana ao tempo dos Descobrimentos Portugueses. Colecção Amaral Cabral, 1997.  

She has also spoken at various conferences and seminars, in Portugal and worldwide, on the themes of Chinese porcelain, exhibition setup and preventive conservation in the packaging and transport of works of art. She coordinated more a dozen exhibitions.

Madalena Matos
Madalena Matos has a Master’s degree in Museology from the Faculty of Social Sciences and Humanities of the Universidade Nova de Lisboa (2015), having completed the degree with the traineeship report about the azulejo panels produced in Coimbra during the 18th century (“Redescobrindo o Fundo Antigo do Museu Nacional do Azulejo. Identificação e documentação no núcleo de painéis de azulejos produzidos em Coimbra no século XVIII”).

At the moment she’s working with a scholarship in the National Museum of Azulejo’s  “Devolver ao Olhar” project – still around Coimbra 18th century narrative azulejos – in the collection’s research, as well as in the preparation of the exhibition about this theme, to be open at the end of the present year.

MUSEU NACIONAL DO AZULEJO. NOVAS DINÂMICAS E ESTRATÉGIAS

25 de Março de 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | sala 5.2

[ — Please scroll down for English version — ]

O Museu Nacional do Azulejo dinamiza, desde 2009, uma das mais vastas campanhas de voluntariado protagonizadas por um museu em Portugal, desenvolvendo simultaneamente uma estreita colaboração com as universidades e outras instituições cuja visibilidade se traduz, por exemplo, nos muitos estágios técnicos e de mestrado que acolhe anualmente. As novas dinâmicas, que se adaptam aos desafios do presente, alteraram significativamente o dia-a-dia do Museu, actuando ao nível da reorganização das reservas e da actualização do inventário. Estas têm reflexos no conhecimento produzido sobre o azulejo, na museografia da exposição permanente e na programação de exposições temporárias.

A sessão do AzLab#12 conta com a presença de Maria Antónia Pinto de Matos, directora do Museu Nacional do Azulejo, que irá contextualizar a estratégia do Museu face aos novos desafios que enfrenta e as perspectivas para o futuro. A outra convidada, Madalena Matos, conta-nos a sua experiência neste Museu, primeiro como estagiária voluntária, depois como estagiária no âmbito do mestrado e, actualmente, como bolseira de investigação, integrada no projecto “Devolver ao Olhar”.

Convidados:
Maria Antónia Pinto de Matos [Museu Nacional do Azulejo]
Madalena Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Moderador:
Vítor Serrão [ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa]

____________________________________________________

NATIONAL MUSEUM OF AZULEJO. NEW DYNAMICS AND STRATEGIES

March 25, 2015 | 18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

The National Museum of Azulejo has carried out, since 2009, one of the widest volunteering campaigns promoted by a Portuguese museum, based on a close collaboration with universities and other institutions whose visibility translates, for instance, into the various technical and Master’s degree internships annually hosted by the museum. New dynamics, adapted to modern day challenges, have significantly altered the museum’s daily life, leading to the reorganisation of its reserves and the updating of its inventory. These changes influence the knowledge produced in the field of azulejo, the permanent collection’s museography and the programming of temporary exhibitions.

The AzLab#12 session will include the presence of Maria Antónia Pinto de Matos, director of the National Museum of Azulejo, who will contextualise the museum’s strategy vis-à-vis the challenges it is faced with and its future prospects. The other invited speaker, Madalena Matos, will share her work experience in the museum – first as a volunteer intern, then as a Master’s degree intern, and currently as a research scholarship holder, within the project “Devolver ao Olhar”.

Invited speakers:
Maria Antónia Pinto de Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Madalena Matos [Museu Nacional do Azulejo]

Moderator:
Vítor Serrão [ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa]