QUEM FAZ O QUÊ: PROCESSOS CRIATIVOS EM AZULEJO

____________________________________________________

WHO DOES WHAT: CREATIVE PROCESSES IN AZULEJO

 

QUEM FAZ O QUÊ: PROCESSOS CRIATIVOS EM AZULEJO

— Please scroll down for English version — ]

ATENÇÃO!
O AzLab#33 especial irá decorrer no Anfiteatro IV. Veja no mapa como chegar!

[entrando pela porta principal da FLUL, depois de atravessar o átrio e subir as escadas, virar à esquerda e seguir até ao fundo do corredor. Aqui, virar à direita, percorrer o corredor até passar por portas duplas, após as quais existe uma escada de acesso ao anfiteatro]

____________________________________________________

WHO DOES WHAT: CREATIVE PROCESSES IN AZULEJO


ATTENTION!
This special session of AzLab will be held at the Amphitheatre IV. See the map to know how to get there!

[enter the main door of FLUL, after crossing the lobby and up the stairs, turn left and follow the corridor. At the end, turn right, follow the corridor and go through the double doors, after which there is a ladder to the amphitheatre]

 

INSCRIÇÕES ENCERRADAS | REGISTRATIONS ARE NOW CLOSED

QUEM FAZ O QUÊ: PROCESSOS CRIATIVOS EM AZULEJO

As inscrições para o AzLab#33 especial estão encerradas. Obrigada a todos pelo interesse!
Continue a seguir-nos!

____________________________________________________

WHO DOES WHAT: CREATIVE PROCESSES IN AZULEJO


The registrations for the special AzLab#33 are closed. Thank you all for your interest!

Follow us, keep in touch!

PROGRAMA | PROGRAMME

QUEM FAZ O QUÊ: PROCESSOS CRIATIVOS EM AZULEJO | WHO DOES WHAT: CREATIVE PROCESSES IN AZULEJO


7 de Junho de 2017 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | Anf. IV
June 7, 2017 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | Anf. IV

10h00-10h15  Sessão de abertura

10h15-10h50  Celso Mangucci [CHAIA-UÉ] e Rosário Salema de Carvalho [Az – Rede de Investigação em Azulejo / ARTIS-IHA/FLUL] | Quem faz o quê: a produção de azulejos na época moderna (séculos XVI a XVIII)

10h50-11h10  Patrícia Nóbrega [Az – Rede de Investigação em Azulejo / ARTIS-IHA/FLUL] | As encomendas de azulejo mudéjar nos séculos XV e XVI: convergências e divergências na aplicação e ornamentação
————————————————————————————————————————–
11h10-11h40  Coffee break
————————————————————————————————————————–
11h40-12h00  Miguel Portela A arte do azulejo em Portugal nos séculos XVII-XVIII: à re(descoberta) dos seus mestres

12h00-12h20  Rui Manuel Mesquita Mendes [Centro de Arqueologia de Almada] Azulejadores e pintores de azulejos na Lisboa pombalina (1757-1773): algumas notas a partir de escrituras de sociedade e outros registos notariais

12h20-12h40  Sandra Costa Saldanha [Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja / CEAACP-UC] Francisco Jorge da Costa (1749-1829): um mestre ladrilhador ao serviço da Casa Real

12h40-13h00  Ana Venâncio [Az – Rede de Investigação em Azulejo / ARTIS-IHA/FLUL] Azulejos nos museus (1910-1926): quem, como e porquê?
————————————————————————————————————————–
13h00-13h30  Discussão geral
————————————————————————————————————————–
13h30-15h00  Almoço
————————————————————————————————————————–
15h00-15h20  Marluci Menezes e Sílvia Pereira [LNEC] Memórias do fazer azulejo na Fábrica Constância

15h20-15h40  Camila Mortari [Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa / LIBhysUNL] A produção de azulejos segundo a perspectiva da ceramista Maria Emília Silva Araújo: o fazer artístico na produção azulejar sob influência modernista
————————————————————————————————————————–
15h40 -16h10  Coffee break
————————————————————————————————————————–
16h10-16h40  Alexandre Pais [MNAz] | O arquitecto Álvaro Siza Vieira [título provisório]
————————————————————————————————————————–
16h40-17h15  Discussão geral e workshop

Download
 do programa Click here to download the programme [no English version available]

PREENCHER VAZIOS

[​ ​—​ ​Please​ ​scroll​ ​down​ ​for​ ​English​ ​version​ ​—​ ​]

Resumo
Joana Abreu levou as intervenções do projecto Preencher Vazios para a sala 5.2 da FLUL, e no AzLab#32 foi possível não apenas conhecer melhor as características desta iniciativa, mas também organizar e montar alguns dos azulejos em MDF que, a partir de quarta-feira, se encontram aplicados em três fachadas de Lisboa.

A sessão começou com uma introdução sobre o projecto, com Joana Abreu a contar de que modo nasceu a ideia do Preencher Vazios (no contexto da sua dissertação e trabalho de projecto de mestrado), explicando depois como se desenvolveu, quer no contexto académico, quer pelo impacto que alcançou em termos mais alargados. A ideia de preencher os vazios das fachadas, chamando a atenção para o problema da salvaguarda do azulejo, ganhou uma dimensão que a autora não esperava, mas que cumpre os objectivos enquanto intervenção artística com uma consciência patrimonial muito vincada e definida.

No final, as perguntas expressaram bem o interesse suscitado pela apresentação, com a assistência a querer saber mais detalhes sobre as escolhas das fachadas, as opções por determinadas frases, os critérios de intervenção, as reacções das pessoas no momento das colagens, entre muitas outras questões.

Por fim, Joana Abreu acabou alguns dos azulejos que aplicou hoje em Lisboa, desafiou o público a montar alguns desses conjuntos, ao mesmo tempo que projectava imagens das fachadas onde seriam ser colocados.

____________________________________________________

PREENCHER VAZIOS


Session Overview
Joana Abreu and the interventions of the project Preencher Vazios (Fill in Voids) filled in the FLUL’s room 5.2 and in the AzLab#32 it was possible not only to know better this initiative, but also to organize and assemble some of the azulejos (tiles) in MDF that, from now on, are applied on three façades of Lisbon.

The session began with an introduction to the project, with Joana Abreu telling how the idea of Preencher Vazios (Fill in Voids) was born (in the context of her dissertation and master’s project work), explaining then how it was developed, both in the academic context and the impact it achieved in broader terms. The idea of filling in the voids of the façades, drawing attention to the problem of the safeguarding of the azulejo (tile), gained a dimension that the author did not expect, but that fulfills the objectives as an artistic intervention with a well-defined heritage consciousness.

In the end, the questions expressed the interest aroused by the presentation, with the assistance wanting to know more details about the façade choices, the options for certain phrases, the intervention criteria, the reactions of people at the time of the collages, among many others.

Finally, Joana Abreu finished some of the tiles she applied yesterday In Lisbon, challenged the public to assemble some of these sets, while projecting images of the façades where they would be placed.

INSCRIÇÕES ABERTAS | REGISTRATION NOW OPEN

QUEM FAZ O QUÊ: PROCESSOS CRIATIVOS EM AZULEJO

 

Já pode fazer o download do formulário de inscrição. A participação na conferência é gratuita mas a inscrição é obrigatória. Por favor, preencha todos os campos e envie o formulário, até dia 2 de Junho, para redeazulejo@letras.ulisboa.pt.

____________________________________________________

WHO DOES WHAT: CREATIVE PROCESSES IN AZULEJO


Click here to download the registration form. Attendance in the conference is free, but the registration form is required. Please send this form no later than June 2, 2017 to redeazulejo@letras.ulisboa.pt.