AZULEJARIA TARDO-MEDIEVAL: PERSPECTIVAS DE INVESTIGAÇÃO

[​ ​—​ ​Please​ ​scroll​ ​down​ ​for​ ​English​ ​version​ ​—​ ​]

Resumo

Aquela que foi uma das mais participadas sessões do AzLab começou com a intervenção de Rui Trindade, recuando aos séculos XII e XIII para abordar os pavimentos medievais, num percurso pelos ladrilhos de Alcobaça, da Sé de Lisboa e do Palácio Nacional de Sintra, entre outros exemplos que incluíram peças encontradas em contexto arqueológico, caso da estação arqueológica do Corpo Santo, em Lisboa, ou de Santo António da Charneca, no Barreiro.

A perspectiva da História da Arte foi depois complementada pelos estudos analíticos de Susana Coentro que, a partir do trabalho desenvolvido na sua tese de doutoramento, numa perspectiva ibérica, explicou e caracterizou as diferentes técnicas de produção da azulejaria mudéjar e respectivos vidrados, expondo algumas das conclusões a que chegou sobre os vários centros de produção cerâmica da península.

No debate final, houve muitas perguntas sobre as matérias em discussão, destacando-se o testemunho de António Gonzalez, um dos arqueólogos envolvidos na descobertas dos fornos de Santo António da Charneca, no Barreiro.

Uma nota final para referir que esta sessão assinalou os cinco anos de existência do AzLab. Como tem sido hábito, a equipa preparou uma surpresa que distribuiu pelos participantes: um calendário #AzLab, com as datas de todas as sessões de 2019. A partir de agora, em todos os AzLab será entregue um “selo” autocolante aos participantes que, no final do ano, ficarão com um registo de todas as sessões a que assistiram.

____________________________________________________

RESEARCH PERSPECTIVES ON LATE MEDIEVAL TILEWORK


Session Overview

One of the most participated sessions of the AzLab began with the intervention of Rui Trindade, going back to the 12th and 13th centuries, to approach medieval pavements. Going through the tiles of Alcobaça, the Lisbon Cathedral and the National Palace of Sintra, among others, it was also included pieces found in an archaeological context, such as the archaeological site of Corpo Santo in Lisbon, or of Santo António da Charneca, in Barreiro.

The perspective of Art History was later complemented by the analytical studies of Susana Coentro, who, based on the work developed in her doctoral thesis, from an Iberian perspective, explained and characterized the different techniques of production of Mudejar tiles and their glazes, exposing some of the conclusions reached about the various ceramic production centers of the peninsula.

In the final debate, there were many questions about the issues under discussion, most notably the testimony of António Gonzalez, one of the archaeologists involved in the discovery of the furnaces of Santo António da Charneca, in Barreiro.

A final note to mention that this session marked the five years of existence of AzLab. As usual, the team prepared a surprise that was distributed by the participants: a calendar #AzLab, with the dates of all the sessions of 2019. From now on, in all the AzLabs will be given a sticker “stamp” to the participants who, at the end of the year, will keep a record of all the sessions they attended.

AZULEJARIA TARDO-MEDIEVAL: PERSPECTIVAS DE INVESTIGAÇÃO

16 Janeiro ​​de​ ​2019 ​|​ ​18h00​ ​|​ ​Faculdade​ ​de​ ​Letras​ ​da​ ​Universidade​ ​de​ ​Lisboa​ ​|​ ​sala​ ​5.2

[​ ​—​ ​Please​ ​scroll​ ​down​ ​for​ ​English​ ​version​ ​—​ ​]

Resumo | As cores na azulejaria hispano-mourisca: estudo de vidrados e técnicas de produção

A azulejaria Hispano-Mourisca teve o seu auge na transição do século XV para o XVI, representando um período de combinação de influências, maioritariamente islâmicas e cristãs, que se reflectiu numa rica evolução tecnológica ao nível da cerâmica decorativa. Na ausência de tratados ou receituários desta época, o avanço das técnicas de análise permite-nos hoje em dia adquirir valiosa informação sobre o nosso património azulejar através da recolha de pequenas amostras (1-2 mm), ou mesmo sem qualquer necessidade de amostragem. Neste contexto, desenvolveu-se um estudo incluindo azulejos Hispano-Mouriscos de colecções portuguesas e espanholas com o objectivo de conhecer a composição química dos vidrados, identificar os seus colorantes, as técnicas decorativas, e comparar as diferenças entre as colecções estudadas.

Susana Coentro | VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa |

____________________________________________________

RESEARCH PERSPECTIVES ON LATE MEDIEVAL TILEWORK


January 16th, 2019
 |
18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Abstract | The colors in Hispanic-Moorish tiles: study of glazing and production techniques

The Hispanic-Moorish azulejos (tiles) had their peak in the transition from the 15th to the16th century representing a period of a combination of influences, mainly Islamic and Christian, which was reflected in a rich technological evolution in the level of decorative ceramics. In the absence of treaties or prescriptions of this time, the advancement of analysis techniques allows us today to acquire valuable information about our tile heritage by collecting small samples (1-2 mm), or even without any need for sampling. In this context, a study was developed including Hispano-Moorish tiles from Portuguese and Spanish collections with the aim of knowing the chemical composition of glazes, identifying their dyes, decorative techniques, and comparing the differences between the studied collections.

Susana Coentro | VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa |

AZULEJARIA TARDO-MEDIEVAL: PERSPECTIVAS DE INVESTIGAÇÃO

16 Janeiro ​​de​ ​2019 ​|​ ​18h00​ ​|​ ​Faculdade​ ​de​ ​Letras​ ​da​ ​Universidade​ ​de​ ​Lisboa​ ​|​ ​sala​ ​5.2

[​ ​—​ ​Please​ ​scroll​ ​down​ ​for​ ​English​ ​version​ ​—​ ​]

Resumo | Cerâmica Tardo Medieval – Cerâmica Moderna. Novos Dados de Pesquisa

Cerâmica Tardo-Medieval – Cerâmica Moderna, até onde vai cada uma? Quais as tipologias que definem uma e outra? São estas perguntas que se colocam a um Historiador de Arte e é este o tema da nossa intervenção.

A pesquisa realizada nos últimos anos na área da cerâmica e dos revestimentos medievais, permitiu reunir as condições necessárias para desenvolver e problematizar o estudo da cerâmica Medieval e Moderna portuguesa.

Rui André Alves Trindade | Museu Nacional de Arte Antiga |

____________________________________________________

RESEARCH PERSPECTIVES ON LATE MEDIEVAL TILEWORK


January 16th, 2019
 |
18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Abstract | Late Medieval Ceramic – Modern Ceramic. New Research Data

Late Medieval Ceramic – Modern Ceramic, how far does each one go? Which typologies define one and the other? It is these questions that are put to an Art Historian and this is the theme of our intervention.

The research carried out in recent years in the area of ceramics and medieval coverings, allowed the gathering of the necessary conditions to develop and problematize the study of Portuguese Medieval and Modern Ceramics.

Rui André Alves Trindade | Museu Nacional de Arte Antiga |

AZULEJARIA TARDO-MEDIEVAL: PERSPECTIVAS DE INVESTIGAÇÃO

16 Janeiro ​​de​ ​2019 ​|​ ​18h00​ ​|​ ​Faculdade​ ​de​ ​Letras​ ​da​ ​Universidade​ ​de​ ​Lisboa​ ​|​ ​sala​ ​5.2

[​ ​—​ ​Please​ ​scroll​ ​down​ ​for​ ​English​ ​version​ ​—​ ​]

Convidados:
Susana Coentro [VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa]
Rui André Alves Trindade [Museu Nacional de Arte Antiga]

Moderador:
Rosário Salema de Carvalho [Az – Rede de Investigação em Azulejo (ARTIS-IHA / FLUL)]

Susana Coentro
Doutorada em Conservação e Restauro pela Universidade Nova de Lisboa (2017). A sua investigação foca-se no estudo das técnicas de produção de azulejaria e cerâmica portuguesa e internacional através da utilização de métodos instrumentais multi-analíticos e da análise crítica de receituários e tratados históricos. No seu percurso destacam-se os estudos de azulejaria hispano-mourisca de importantes coleções portuguesas e espanholas (Mosteiro de Santa Clara-a-Velha em Coimbra, Palácio Nacional de Sintra, Museo de Cerámica de Valencia, Casa de Pilatos em Sevilha, entre outros), azulejos portugueses do século XVII (em colaboração com o Museu Nacional do Azulejo), os azulejos medievais do Mosteiro de Alcobaça, e azulejos persas em técnica haft rang do Museu Nacional de Arte Antiga. Participa, paralelamente, em estudos arqueométricos de vidro, mosaicos vítreos, e síntese e caracterização de pigmentos. Colaborou extensivamente com diversas Unidades de Investigação, nomeadamente com a VICARTE (“Vidro e Cerâmica para as Artes” – FCT-NOVA), o Centro Tecnológico e Nuclear (IST-UL), o Laboratório Hércules (Évora), o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), o Institut de Recherche sur les Archéomatériaux (Université d’Orléans) e a Universitat Politècnica de Catalunya. É membro convidado do Instituto de Estudos Medievais (IEM) desde 2016.

Rui André Alves Trindade (Lisboa 1959)
Mestre e Doutor em História de Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É conservador das Coleções de Cerâmica  do Museu Nacional de Arte Antiga; membro do VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes, FCT, Universidade Nova de Lisboa; e membro do Instituto de Arqueologia e Paleociências da Universidade Nova de Lisboa.

____________________________________________________

RESEARCH PERSPECTIVES ON LATE MEDIEVAL TILEWORK


January 16th, 2019
 |
18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Invited speakers:
Susana Coentro [VICARTE – Glass and Ceramic for the Arts, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa]
Rui André Alves Trindade [Museu Nacional de Arte Antiga]

Moderator:
Rosário Salema de Carvalho [Az – Rede de Investigação em Azulejo (ARTIS-IHA / FLUL)]

Susana Coentro
Earned her PhD in Conservation and Restoration from the NOVA University – Faculty of Sciences and Technology in 2017. Her research focuses on the production techniques of Portuguese and international tiles and ceramics, through a multi-analytical approach and the study of historical treatises on the subject. Her most important research includes studies on Portuguese and Spanish Hispano-Moresque tile collections (Monastery of Santa Clara-a-Velha, Coimbra; National Palace of Sintra; Museo de Cerámica de Valencia; Casa de Pilatos, Seville, among others), the study of Portuguese 17th-century tiles (from the National Tile Museum, Lisbon), the medieval tiles from the Monastery of Alcobaça, as well as Persian haft rang tiles from the Museu Nacional de Arte Antiga, Lisbon. Susana’s research interests also include glass, glass mosaics, and pigments. She has been collaborating with several research institutions, such as VICARTE (“Glass and Ceramic for the Arts” – FCT-NOVA), Centro Tecnológico e Nuclear (IST-UL), Hércules Laboratory (Évora), the National Laboratory of Civil Engineering (LNEC), the Institut de Recherche sur les Archéomatériaux (Université d’Orléans) and the Universitat Politècnica de Catalunya. She is also an invited member of the Instituto de Estudos Medievais (IEM) since 2016.

Rui André Alves Trindade (Lisbon 1959)
Master and PhD in History of Art from the NOVA School of Social Sciences and Humanities. He is the conservator of the Ceramics Collections of the MNAA – Museu Nacional de Arte Antiga; member of VICARTE – Glass and Ceramics for the Arts, FCT, Universidade NOVA de Lisboa; and member of the Institute of Archeology and Palaeosciences of the Universidade NOVA de Lisboa.

AZULEJARIA TARDO-MEDIEVAL: PERSPECTIVAS DE INVESTIGAÇÃO

16 Janeiro ​​de​ ​2019 ​|​ ​18h00​ ​|​ ​Faculdade​ ​de​ ​Letras​ ​da​ ​Universidade​ ​de​ ​Lisboa​ ​|​ ​sala​ ​5.2

[​ ​—​ ​Please​ ​scroll​ ​down​ ​for​ ​English​ ​version​ ​—​ ​]

Dedicado às perspectivas de investigação da azulejaria tardo-medieval, o próximo AzLab tem como convidados Rui André Alves Trindade e Susana Coentro. Questionando as designações e as tipologias que as mesmas enquadram, Rui Trindade propõe uma abordagem do ponto de vista da História da Arte. Por sua vez, Susana Coentro foca a sua atenção na tecnologia subjacente à azulejaria da época, revelando os estudos que tem vindo a desenvolver nesta área.

Convidados:
Susana Coentro [VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa]
Rui André Alves Trindade [Museu Nacional de Arte Antiga]

Moderador:
Rosário Salema de Carvalho [Az – Rede de Investigação em Azulejo (ARTIS-IHA / FLUL)]

____________________________________________________

RESEARCH PERSPECTIVES ON LATE MEDIEVAL TILEWORK


January 16th, 2019
 |
18h00 | Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | room 5.2

Dedicated to the research perspectives on late medieval azulejos (tiles), the next AzLab has as guests Rui André Alves Trindade and Susana Coentro. Questioning the designations and the typologies that they fit, Rui Trindade proposes an approach from the point of view of the History of Art. In turn, Susana Coentro focuses her attention on the technology underlying the tiles of the time, revealing the studies she has been developing in this area.

Invited speakers:
Susana Coentro [VICARTE – Glass and Ceramic for the Arts, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa]
Rui André Alves Trindade [Museu Nacional de Arte Antiga]

Moderator:
Rosário Salema de Carvalho [Az – Rede de Investigação em Azulejo (ARTIS-IHA / FLUL)]

#RETHINKINGTILE_CANRAN

[​ ​—​ ​Please​ ​scroll​ ​down​ ​for​ ​English​ ​version​ ​—​ ​]

Resumo

Por sugestão das convidadas, Catarina Almada Negreiros e Rita Almada Negreiros, o AzLab#44 apropriou-se da hashtag #RethinkingTile_CANRAN, usada pelo atelier CANRAN arquitectura, e a opção não poderia ter sido mais acertada! Ao longo da sessão, as duas arquitectas mostraram cinco projectos que revelam precisamente esta ideia de “repensar do azulejo”, explorando as suas diversas vertentes de composição, forma, aplicação e relação com a arquitectura.

A exposição iniciou-se com “Cota Zero”, uma intervenção de 2011, em que utilizaram vinte tons distintos de azulejos no revestimento das colunas e tecto do átrio da estação fluvial Sul e Sueste no Terreiro do Paço, em Lisboa. “Vai Vem”, nos muros laterais do elevador da Bica, marcou, em 2013, a paisagem urbana da capital, numa intervenção que tira partido do movimento e do posicionamento do observador, recorrendo aos “azulejos cinéticos”, cuja história também traçaram, explicando a sua origem e a utilização em projectos anteriores, caso do painel para a Sede da União Internacional de Transportes Públicos, em Bruxelas (2004), ou o revestimento da estação São Sebastião II do Metropolitano de Lisboa (2009), em que se articularam com Maria Keil.

Na fachada da Av. da Índia (2016) e em “5pm”, uma homenagem a D. Catarina de Bragança (2016), é a azulejaria de padrão dos séculos XIX e XVII, respectivamente, que é repensada e recriada, enquanto numa das suas mais recentes propostas, o azulejo dá lugar a finas placas de alumínio que reflectem as tonalidades da azulejaria barroca, recriando os azulejos originais em grandes áreas de lacunas no interior de um templo setecentista (obra ainda não concretizada).

Seguiu-se um período de debate em que o público procurou saber mais pormenores de todos estes projectos, destacando a inovação e o sentido artístico e arquitectónico destas intervenções. No final ainda houve tempo para que os mais curiosos conseguissem saber que projectos estão em marcha… ficamos a aguardar a sua concretização para marcar mais um AzLab!

____________________________________________________

#RETHINKINGTILE_CANRAN


Session overview

As suggested by our guests, Catarina Almada Negreiros and Rita Almada Negreiros, AzLab#44 appropriated the hashtag #RethinkingTile_CANRAN, used by CANRAN architecture, and the option could not have been more successful! Throughout the session, the two architects showed five projects that reveal precisely this idea of “rethinking the tile”, exploring its various aspects of composition, form, application and relation with architecture.

The presentation began with “Cota Zero” a 2011 intervention, in which they used twenty different shades of tiles on the columns and ceiling covering of the lobby of the South and Southeast river station in Terreiro do Paço, in Lisbon. “Vai Vem”, on the side walls of the Bica elevator, marked in 2013 the capital’s urban landscape in an intervention that takes advantage of the movement and the position of the observer, using the “kinetic tiles”, whose history they also traced, explaining its origin and use in previous projects, such as the panel for the Headquarters of the International Union of Public Transport in Brussels (2004), or the covering of the São Sebastião II station of the Lisbon Underground (2009), in which they were articulated with Maria Keil.

On Av. da India façade (2016) and on “5pm”, a tribute to Catherine of Braganza (2016), the pattern tiles of the 19th and 17th centuries that were rethought and recreated are present, while in one of their latest proposals the tile gives way to thin aluminum plates that reflect the tonalities of the baroque tiles, recreating the original ones in large lacunae areas in the interior of a 18th-century temple (work not yet completed).

There followed a period of debate in which the public ought to know more details of all these projects, highlighting the innovation and the artistic and architectural sense of these interventions. In the end, there was still time for the more curious to know what projects are underway … we await their implementation to score another AzLab!